Páginas

terça-feira, 14 de agosto de 2007

O Coiso

Read this post in English
Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket
.
.
.
Este é o Coiso.
Aquele que não deve ser nomeado.
Poder, até pode.
Mas é melhor não ser.
.
.
.
Quem vai me entender aqui, tenho certeza, é a Ana Paula, minha amiga vaca (ou vaca-amiga), muito querida, que sabe muito bem o que é usar metáforas, neologismos e analogias.
.
.
.
Dei de cara com o Coiso hoje. (glup)
É estranho ver o Coiso depois de tanto tempo.
Porém, sem opção, fui obrigada a sorrir para o Coiso. (ai ai)
Fui educada apenas, não poderia ser mais que isso, nem que fizesse muita força!
.
.
.
Quer saber?
Não sei o que dizer sobre isso.
Sobre eu ser educada com o Coiso ou de eu ter dado de cara com ele...
Não consigo verbalizar ainda.
Só queria falar pra alguém.
.
.
.
Nós, as "Coisa" (não tem plural, heim?) temos que aprender a lidar com os "Coiso" das nossas vidas. Porque antes, quando eles tinham nome e ainda não eram "coiso", significaram muito. Mas depois... transformaram-se em "Coiso", nos obrigando a tornar-mo-nos as "Coisa".
.
.
.
Eita papo chato!
:/

2 comentários:

Ana Paula disse...

Ah, fiquei uns dias sem vir aqui... Mal e mal conseguia postar... E me encontro, aqui? Ah, entendi, sim. E te digo mais... Uso "Coiso" também, acredita? coisao, criaturo, crianço... rs
Ai, esses encontros são de abater qq uma, não são?
Beijo, Coisa!

Gafanhoto disse...

criativo, simples, fácil compreensão e hiperativo... parabéns! adorei seu blog!